cinema   / Coreografia ou improviso?

Diretor de “Meninas Malvadas” revela segredos por trás da dança icônica do filme; confira!

Mark Waters contou tudo sobre a ideia do movimento "tapa na coxa"

Publicado segunda 16 novembro, 2020

Mark Waters contou tudo sobre a ideia do movimento
Cena de "Meninas Malvadas" - Divulgação/Paramount Films

Finalmente descobrimos de onde veio a coreografia icônica de “Meninas Malvadas”! Em entrevista para o portal Entertainment Weekly, o diretor do filme dos anos 2000, Mark Waters, revelou todos os bastidores da dança que marcou gerações e virou um grande meme natalino!

O momento escrito no roteiro, mas não conseguíamos descobrir como fazer era 'Eles fazem alguns movimentos de dança sexualmente constrangedores'”, afirmou Mark. "Foi um grande esforço pensar em 'Como fazemos isso?'", completou.

+++LEIA MAIS: “As Aventuras de Sharkboy e Lavagirl” ganhará spin-off com parte do elenco original; confira!

De acordo com o diretor, como o filme estava previsto para ser indicado apenas para maiores de 16 anos, a dança original também ia ser mais explícita. No início, a ideia era que as meninas virassem e mostrassem suas nádegas, mas Waters decidiu tirar — sendo, um dos motivos, a atriz Lindsay Lohan, que ainda era menor de idade, na época. “Eles me mostraram, e eu pensei, ‘Uau, isso é demais! Vamos fazer outra coisa’”, lembrou.

Então, foi nos ensaios posteriores a mudança de planos que nasceu o movimento mais lembrado: o “tapa na coxa”!

Inclusive, a reação chocada do pai de Cady, personagem de Lindsay Lohan, foi completamente improvisado, segundo Water. Assim como a mãe de Regina (Rachel McAdams) dançando a coreografia no corredor, enquanto gravava a performance de sua filha. “Essa foi uma das coisas incríveis sobre o filme, eu pude trabalhar com todas essas estrelas da comédia”, afirmou o diretor. "Os jovens atores eram obviamente o cerne da história, mas toda vez que um desses caras entrava, eles simplesmente destruíam", completou.

Por fim, Mark Waters revelou que “Jingle Bell Rock” ficou longe de ser a primeira escolha de música para essa coreografia. O motivo? Licenciamento das canções para entrar no filme. “Eu nem sei quantas músicas nós tentamos antes de conseguirmos os direitos de ‘Jingle Bell Rock’. Ficamos felizes por alguém dizer sim”, finalizou. Uau!

+++LEIA MAIS: “Lilo e Stich” terá live-action com diretor de “Podres de Ricos”, afirma portal!

Assista a essa cena icônica:

Último acesso: 24 Jan 2021 - 12:20:14 (1044592).